Caldas da Rainha prepara conteúdos web em língua gestual
A Câmara Municipal das Caldas da Rainha prepara-se para disponibilizar os conteúdos da sua página oficial e roteiros turísticos em língua gestual. A iniciativa visa contribuir para um concelho mais inclusivo e resulta de um protocolo assinado com a Federação Portuguesa das Associações de Surdos (FPAS).
Tonar a cidade e os atos públicos mais acessíveis às pessoas surdas é o objectivo deste protocolo que segundo o presidente da edilidade, Fernando Tinta Ferreira, “será alargado a outras acções com vista a um turismo mais inclusivo”, indica informação publicada no sítio da autarquia. A Câmara Municipal pretende ainda alargar esta colaboração à disponibilização de roteiros turísticos e outros conteúdos da aplicação CityGuide em língua gestual.

De cordo com o protocolo, a autarquia compromete-se a realizar anualmente uma ação de formação e sensibilização sobre as pessoas surdas e a língua gestual, envolvendo para isso as entidades públicas do concelho. Por seu lado, a FPAS irá prestar vinte horas de serviço de interpretação em língua gestual no âmbito de iniciativas promovidas pelo Município.

Segundo os últimos Censos, em Portugal há 80 mil pessoas surdas e nas Caldas da Rainha estão identificados, através das escolas, cerca de 80 pessoas, número que o responsável pela federação estima que corresponda “apenas a cerca de um terço” dos surdos do concelho.


Siga a RCC no Facebook e no Twitter.