Modernização administrativa em curso nos PALOP e Timor-Leste
O Camões - Instituto da Cooperação e da Língua e a AMA - Agência para a Modernização Administrativa estão a implementar um projeto com vista à modernização da Administração Pública nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Timor-Leste. O Projeto de Apoio à Melhoria da Qualidade e Proximidade dos Serviços Públicos nos PALOP e Timor-Leste é coordenado conjuntamente pelos dois organismos públicos portugueses.  

Aproximar o cidadão da Administração Pública, através do desenvolvimento da governação eletrónica e da modernização administrativa dos serviços públicos, é o grande objetivo do projeto, com a duração de três anos, delegado pela União Europeia aos parceiros portugueses.

Os responsáveis máximos do Instituto Camões, Ana Paula Laborinho, e da AMA, Paulo Neves, realizaram recentemente uma visita técnica de um dia a Cabo Verde, onde visitaram o Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSi), que está a desenvolver o sistema de governação eletrónica.

Citada pelo Portal Sapo, Ana Paula Laborinho refere que este projeto aposta no desenvolvimento da governação eletrónica nos institutos e serviços públicos de Cabo Verde, Angola, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Guiné Equatorial e Timor-Leste.

"Evidentemente que não vai resolver todos os problemas nos diferentes países, na medida em que estão em diferentes estádios de desenvolvimento em termos de governação eletrónica", reconhece Ana Paula Laborinho, destacando o nível mais avançado na governação eletrónica de Cabo Verde, país onde o projeto está instalado.

A presidente do Instituto Camões salienta que outro objetivo do projeto é fazer os países desenvolverem projetos de inovação, como forma de internacionalizar a língua portuguesa.

Siga a AMA no Facebook e no Twitter.