TurmaMais
O projecto “TurmaMais” da Direcção Regional de Educação do Alentejo é uma plataforma giratória no combate ao insucesso e abandono escolar que dirige-se tanto a alunos com dificuldades várias, como a alunos com elevado rendimento escolar. Cada grupo de trabalho é constituído até um máximo de 28 alunos provenientes ou não da mesma turma de origem, cada grupo vai desenvolver actividades que permita uma melhoria das suas prestações académicas.

Iniciativa: TurmaMais 
Entidade: Direcção Regional de Educação do Alentejo e Escola Secundária/3 Rainha St.ª Isabel de Estremoz
Destinatários/Beneficiários potenciais: Os primeiros destinatários foram alunos do ensino básico mas poderá ainda ser usado com grupos de alunos ou formandos de outros níveis de ensino.
Categoria: Serviços ao Cidadão
Ponto de Situação: O modelo do projecto está concluído e tem sido aplicado ao longo dos últimos 7 anos na Escola Secundaria/3 da Rainha Santa Isabel. Nos últimos dois anos foi alargado a mais algumas escolas do continente e regiões autónomas.
Custos envolvidos: Ao funcionar num ano de escolaridade envolve o pagamento de cerca de 30 horas lectivas semanais.
Site: www.esrsi.edu.pt (Consultar a secção de clubes e projectos)


Fazer passar todos os alunos por uma turma a mais, frequentada por grupos organizados de acordo com o seu nível de conhecimentos, é a resposta encontrada pela Escola Secundária com 3.º Ciclo da Rainha Santa Isabel para diminuir as taxas de insucesso no 3.º ciclo, através do projecto “TurmaMais” implementado em 2002/2003 e monitorizado pela Universidade de Évora.

A iniciativa implementada na Escola Secundária Rainha St.ª Isabel de Estremoz consistiu em criar uma turma a mais, por onde circulassem todos os alunos, ao longo do ano lectivo, de acordo com uma sequência previamente estabelecida.

Vazia na primeira semana de aulas de cada ano lectivo, essa turma, denominada como “TurmaMais”, vai sendo preenchida pelos alunos das restantes turmas do mesmo ano de escolaridade, organizados de acordo com o seu nível de conhecimentos, durante seis semanas consecutivas.

Assim, nas primeiras seis semanas do 1.º período, são os alunos de nível 5 que vão para a “TurmaMais”, com dois objectivos: para criar expectativas positivas relativamente à “TurmaMais” e dar hipóteses aos alunos com melhores níveis de desempenho de avançarem ao seu ritmo, atingindo patamares de excelência.

Enquanto os melhores alunos estão ausentes das turmas de origem, os professores têm a possibilidade de aprofundar o conhecimento dos alunos médios e com dificuldades, que têm mais hipóteses de se exprimirem e de seguirem a matéria dada ao seu ritmo.
Através desse conhecimento mais aprofundado dos alunos, os professores ficam em condições de identificar aqueles que poderão beneficiar de um reforço nas aprendizagens na segunda metade do 1.º período.

A meio do 1.º período, os alunos de nível 5 regressam às suas turmas de origem e, nas próximas seis semanas, são os estudantes que apresentam maiores dificuldades que são convidados a frequentar a “TurmaMais”.

Neste caso, a intenção é que estes alunos cheguem a Dezembro com menos “negativas” e, se as tiverem, com “negativas” mais altas, mais facilmente recuperáveis, que não os façam perder as expectativas que tinham no início do ano.

Na primeira metade do 2.º período, são os alunos de nível 4 que vão para a “TurmaMais”, enquanto nas turmas de origem permanecem os estudantes com um melhor desempenho e os com maiores dificuldades.

Quanto aos alunos de nível 5, apropriam-se melhor dos conhecimentos ao terem de os transmitir e explicar.

Os alunos de nível 4 a frequentar a “TurmaMais” são desafiados a ir mais além, desenvolvendo hábitos de estudo que lhes permitam enfrentar o 10.º ano de escolaridade com sucesso.

Após o regresso destes alunos às turmas de origem, é a vez de os estudantes de nível 3 frequentarem a “TurmaMais”.

No 3.º período, são os alunos em risco de retenção que são convidados a ir para a “TurmaMais” até ao final do ano lectivo.

Recomendações
  • Os docentes que leccionam a “TurmaMais” deverão ser os mesmos que leccionam as turmas de origem para se poderem aperceber, valorizar e rentabilizar as mudanças ocorridas nos alunos ao longo do processo;
  • O horário da “TurmaMais”, no modelo original usado na Escola Secundária/3 da Rainha Santa Isabel de Estremoz, funciona com a mesma carga curricular das turmas de origem, permitindo aos alunos a frequência de todas as disciplinas do seu currículo;
  • Apostamos na frequência facultativa da “TurmaMais” para criar nos alunos que aceitem o convite altos níveis de responsabilização pelo sucesso do seu percurso escolar;
  • A monitorização intercalar dos resultados escolares obtidos pelos alunos é considerada essencial para o sucesso do projecto. Permite não apenas regular a formação dos grupos de alunos a convidar como avaliar, parcelarmente, os casos de sucessos e insucesso. Esta avaliação intercalar é a chave para uma intervenção atempada na correcção dos casos de insucesso.
Próximas Acções

O projecto “TurmaMais” foi considerado como um dos referenciais na luta contra o insucesso escolar no ensino básico, pelo Ministério da Educação da República de Portugal. Como tal, O Ministério da Educação ao alargar a escolaridade obrigatória para 18 anos, lançou no final do ano lectivo de 2008/09 um “programa de apoio ao desenvolvimento de projectos de escola para a melhoria dos resultados escolares no ensino básico, com o objectivo de reduzir as taxas de retenção e de elevar a qualidade e o nível dos alunos”. Poderão assim algumas escolas do país adoptar nos próximos 4 anos modelos de organização escolar inspirados no modelo do projecto “TurmaMais”.

Anexos

Projecto TurmaMais, uma aposta na conclusão do 3.º ciclo em três anosin Boletim Informativo n.º 4 Abril 2009 da Direcção Regional de Educação do Alentejo (pdf, 140 KB)

Resultados
  • Probabilidade de um aluno cumprir o 3.º ciclo em três anos nesta escola é 20 a 30% superior relativamente aos outros estabelecimentos de ensino da região;
  • Redução dos níveis de insucesso dos alunos, que se traduzem em menos custos do que os mais de 20% de reprovações que se verificavam no ensino básico;
  • Redução para níveis residuais dos problemas de indisciplina no interior da sala de aula;
  • Aumento significativo do tempo de aula com qualidade no trabalho, em todas as disciplinas;
  • Co- Responsabilização dos alunos na obtenção de resultados escolares que lhes permitam o sucesso. 

Ponto de Contacto 

Teodolinda Cruz
Coordenadora do Projecto “TurmaMais”
Tel.: (+351) 268 338 060 - Escola Secundária/3 da Rainha Santa Isabel de Estremoz
(+351) 266 757 900 – Direcção Regional de Educação do Alentejo
teod.mc@gmail.com


 Última Actualização: sexta-feira, 26 de Junho de 2009