Telemedicina em benefício do utente
O projecto "Telemedicina em benefício do Utente" visa a optimização dos recursos existentes graças às potencialidades tecnológicas e informáticas que garantem a consulta de Dermatologia online a utentes.

Iniciativa: Telemedicina em benefício do utente
Entidade: Unidade Local de Saúde de Matosinhos (ULSM)
Destinatários/Beneficiários: Utentes do serviço de Dermatologia
Categoria: Serviços ao Cidadão


A descentralização da Consulta de Dermatologia do Hospital Pedro Hispano (HPH) nos Centros de Saúde (CS) visa garantir a acessibilidade, comodidade e qualidade do tratamento. Desde 2001 que a Unidade Local de Saúde de Matosinhos (ULSM) sentiu que o modelo organizacional que a caracterizava desde a sua criação, em 1999, podia ser potenciado em várias especialidades médicas, através do recurso dos meios tecnológicos que desenvolveu para o efeito.
 
A ULSM constatou que, no âmbito das consultas de Clínica Geral levadas a cabo nos Centros de Saúde, era frequente a necessidade de referenciar os utentes para a especialidade de Dermatologia, disponível em instituições hospitalares, incluindo o Hospital Pedro Hispano.

Essa referenciação tinha como inconvenientes para os utentes e consequentemente para a ULSM, já que implicava dispêndio de tempo, relativos à deslocação, espera e realização de nova consulta, e gastos inerentes ao tempo dispendido e ao transporte para o hospital.

Com a integração organizacional que caracteriza a ULSM e através da integração de sistemas informáticos e recurso à telemedicina, foi possível resolver os problemas mencionados, na medida em que o Hospital Pedro Hispano organizou-se de tal forma que dois especialistas reservam parte do respectivo horário para a realização de teleconsultas.

O projecto teve início, após aprovação pelo Conselho de Administração da ULSM, que sempre apoiou esta nossa iniciativa, e com o apoio entusiástico do pessoal médico, de enfermagem e administrativo nele envolvido, quer deste serviço, quer dos centros de saúde da região.

O Conselho de Administração aprovou também o Regulamento da Teledermatologia por nós proposto que serve ainda de guia e orientação para os profissionais envolvidos no projecto.

Matosinhos, apresenta-se como uma área com uma enorme dispersão geográfica, com populações rurais, piscatórias e urbanas, muito diferentes cultural e socialmente, com meios de comunicação e transportes muito díspares e variados, que acentuam as assimetrias populacionais.

A Telemedicina e a Teledermatologia, posicionam-se como um factor muito importante, susceptível de esbater essas diferenças, no que concerne ao acesso aos cuidados de saúde em tempo útil e de qualidade.

Desta forma proporcionou-se uma maior e mais atempada resposta e conseguiu-se assegurar uma maior democraticidade de acesso aos utentes deste serviço assim como a consequente resolução dos problemas dermatológicos da população que servimos, em tempo muito mais curto.

Resultados

1. Para os utentes:
  • Acessibilidade, economia e rapidez de acesso ao especialista em tempo real, comodidade e qualidade.
  • Retira o doente de um ambiente «hostil» como o hospital, tornando o sistema mais célere, económico, o que implica um menor tempo de espera e menos desistências.
  • Em 2001 efectuaram-se 211 teleconsultas. Em 2007 efectuaram-se 2020 teleconsultas.Em 2008 prevê-se um número maior!

2. Para a ULSM:

  • Melhor aproveitamento das estruturas e recursos físicos, humanos e tecnológicos existentes.
  • Promoção de sinergias provenientes da articulação entre HPH e CS que resultam da estrutura organizativa da ULSM.
  • Rentabilização do trabalho médico do serviço de Dermatologia, com crescente peso da Teledermatologia na actividade global dessa especialidade.
  • Evolução qualitativa notável, traduzida pelo rácio de primeiras consultas/total.
  • Taxa de sucesso de 100 por cento nas primeiras consultas em 2006.
Ponto de Contacto

Jorge Rozeira
Director do Serviço de Dermatologia
Hospital Pedro Hispano
(ULSM)
jrozeira@netcabo.pt

 Última Actualização: segunda-feira, 16 de Junho de 2008