Tecnologias de Apoio à Distância – Serviço de Teleassistência e Telemonitorização
A "Teleassistência da Cruz Vermelha Portuguesa" (CVP) , agora com a nova designação de Apoio à Distância - Serviço de Teleassistência e Telemonitorização, é um serviço telefónico de apoio pago, pensado para melhorar a qualidade de vida, saúde, segurança e auto-estima dos seus utilizadores.

Iniciativa: Teleassistência da CVP
Entidade: Cruz Vermelha de Portugal (CVP)
Entidades Parceiras: Alandroal;Alcoutim;Angra do Heroísmo;Cascais;Castro Marim;Coruche;Fundão;Horta;Lagoa;Lisboa;Salvaterra de Magos;Vila Real de Santo António;Vila Viçosa.
Outras Entidades: ACP;Associação de Intervenção Comunitária de Vendas Novas;Associação de Solidariedade Social e de Socorros de Campelos;Associação Comercial e Empresarial de Santo Tirso;Associação Paroquial de Santos-o-Velho;BPI;Centro Cidadania Activa de Setúbal;Centro Social de Mogofores;Centro Social de Morelena;Centro Social do Sameiro;Centro Social do Souteiro;CIG – Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género;Círculo de Leitores;DRIO - Direcção Regional Igualdade Oportunidades, Açores;Ensaio Mágico;Ensulmeci;Fundação Maria Dias Ferreira;Geocaching Portugal;Imprensa Nacional Casa da Moeda – Serviços Sociais;IOS – CTT;ISAintellicare;
ISS;IS Seguros;Junta de Freguesia da Portela;LionsClube Lisboa Tejo;Lions Clube Sete Colinas;Loja das Ajudas - Leiria;Médis;Projecto de Desenvolvimento Social 3Is – Armamar;Santa Casa da Misericórdia do Barreiro;Santa Casa da Misericórdia do Montijo;Tranquilidade;Valoridade;Vodafone.  
Destinatários/Beneficiários: Seniores, desportistas, grávidas, vitimas de violência doméstica, dependentes, pessoas plenamente autónomas mas que necessitam de segurança.
Categoria: Serviços ao Cidadão
Ponto de Situação: Em curso
Site: www.cruzvermelha.pt


Descrição Pormenorizada:

Durante onze anos, em parceria com o ISS e a PT, a CVP implementou, desenvolveu e avaliou o Serviço de Telealarme para população sénior, no âmbito do PAII.
Este serviço, limitado a um Equipamento de comunicação ligado à linha telefónica para estabelecimento de chamadas em caso de necessidade, levou a que a CVP percebesse que as suas características tecnológicas não respondiam e até se iam tornando obsoletas, face a muitas das necessidades identificadas dos seus beneficiários directos e/ou indirectos e à própria resposta a partir da Central de Comunicações.
Ao nível dos Equipamentos utilizados pelos beneficiários, importava equacionar a sua usabilidade (serem mais leves, mais resistentes, impermeáveis e mais pequenos) e a sua versatilidade (em casa, com a associação de vários sensores que ajudassem a melhorar a vida diária das pessoas).
Ao nível do equipamento central foi imperativo evoluir para uma solução que permitisse de uma forma rápida a introdução de outro tipo de equipamentos para dar resposta a solicitações, como seja a mobilidade fora do domicílio, e mais recentemente, para a prevenção/detecção de alarmes de saúde.
A solução central evoluiu também ao nível da complexidade do software instalado de forma a permitir uma intervenção pró-activa controlada junto dos beneficiários.
Assim, a partir de uma constante pesquisa de novas aplicações e equipamentos, a CVP implementou o Serviço de Teleassistência, montando uma Central adequada e promovendo Equipamentos a serem utilizados dentro e fora do domicílio.
O beneficiário, recorrendo a um desses equipamentos - no domicílio (Teleassistência Fixa) ou no exterior (Teleassistência Móvel) - ambos fiáveis e certificados, sente-se seguro, confiante e autónomo pois sabe que, munido de um botão de alarme, se encontra acompanhado 24h/dia, 365 dias/ano.
Dispõe, ainda, no caso do equipamento no domicílio, da possibilidade de associação de outros acessórios (preventivos de queda, fumo, gás, lembrança de medicação, adaptáveis a problemas sensoriais, entre outros) e, no caso do equipamento móvel, da possibilidade de ser localizado fora do domicílio por sistema GPS / LBS e eventualmente com a delimitação de zonas de segurança.
Os profissionais do Call Center dispõem de variadas ferramentas / funcionalidades técnicas (acesso ao processo (Ficha) de cada beneficiário com todos os seus dados, chamadas de conferência, relatórios e registo completo de ocorrências – motivo e acção realizada, acesso directo e imediato à gravação de chamadas das chamadas de alarme, a agendamentos, pedidos de localização, entre outros) que lhes permitem fazer um atendimento e acompanhamento personalizados, adequados a cada situação apresentada, e estabelecer um programa de acompanhamento activo, por beneficiário, com periodicidades definidas.

Histórico do Projeto:
Através do serviço de "Teleassistência da CVP", agora Tecnologias de Apoio à Distância – Serviço de Teleassistência e Telemonitorização,  todos aqueles que se encontram em situação de dependência, bem como as pessoas plenamente autónomas, mas que desejam sentir-se protegidas, dispõem de uma resposta imediata em qualquer situação de emergência.

A missão do projecto da CVP é fazer com que os cidadãos aderentes, em especial os idosos, mantenham a sua autonomia e vivam a sua vida normalmente, no seu domicílio, desfrutando da sua comunidade social e local, e, por outro lado, facilitar o cuidado dos dependentes pelas suas famílias, promovendo a sua tranquilidade e segurança.

O serviço, que funciona 24 horas por dia, 365 dias por ano e abrange todo o território nacional, contribui igualmente para a segurança dos cidadãos e o apoio a situações de urgência, emergência e solidão.

Após aderir à “Teleassistência da CVP”, o cidadão tem à sua disposição uma pulseira ou colar de pescoço com um botão de emergência, que ao ser pressionado estabelece contacto imediato com o Call Center da CVP sempre que precisar, através de uma função de alta-voz. Por sua vez, a operadora avaliará a situação crítica e dará a resposta mais adequada ao alerta, activando, se necessário, os meios de socorro rápido ou contactando directamente a família ou vizinhos do utente. Para combater o problema da solidão, a CVP integrou neste serviço a possibilidade dos utentes ligarem unicamente para conversar (“Linha Voz Amiga”).

É de referir que o Call Center é composto por uma equipa de profissionais experientes e com formação base/contínua em diferentes áreas: social, saúde (socorrismo básico e avançado e emergência), administrativa, informática e atendimento ao público.

A “Teleassistência da CVP” também permite criar uma agenda pessoal, lembrando o utente da toma de medicamentos, das consultas médicas ou de outro tipo de tarefas, e disponibiliza um médico no domicílio quando solicitado.

O sistema de telearme está ainda pensado para efectuar periodicamente uma chamada de controlo do terminal, bem como detectar, avisar e corrigir possíveis anomalias no sistema e permitir a introdução e configuração de novos produtos emergentes no mercado, nomeadamente a telemedicina, o sistema de GPS, etc.

Existem três modalidades (pdf, 1,38 MB) de apoio conforme as necessidades e riscos mais frequentes de cada cidadão aderente, designadamente:

  • Apoio Básico;
  • Apoio Avançado;
  • Apoio Móvel.
Caso o utente seja autónomo e se desloque com frequência para fora da sua residência, poderá optar pela "Teleassistência Móvel”, que já se encontra em funcionamento há um ano e que permite a localização por GPS ou Cell ID.

Este serviço – Apoio móvel - destina-se não só a idosos autónomos como também a vitimas de violência doméstica, jovens, doentes de Alzheimer (dependendo do estádio da doença), entre outros.

Associado aos serviços de Teleassistência, encontra-se também opcional a visita de um médico ao domicilio e a possibilidade de integrar o Cartão de Saúde da CVP.

Neste momento a "Teleassistência da CVP" estende-se não só a Portugal Continental como nas Ilhas dos Açores e Madeira.

Tecnologia:
Aplicabilidade e adaptabilidade de tecnologias inovadoras de assistência à distância, às necessidades de indivíduos, famílias e instituições.

Recomendações:
Protocolos com a CVP promovendo o serviço junto da população alvo, minorando situações de solidão e isolamento social.
Ainda rentabilização de custos institucionais das Entidades.

Próximas Acções

Implementação da nova modalidade de apoio móvel da “Teleassistência da CVP”.

Resultados

Actualmente já existem cerca de 2.000 aderentes e vários protocolos firmados.

Ponto de Contacto

Ana Margarida Soares
Cruz Vermelha de Portugal
Tel.: (+351) 213 913 933
msoares@cruzvermelha.org.pt  

Serviço de Teleassistência da CVP
Tel.: (+351) 213 913 954 /56 
teleassistência@cruzvermelha.or.pt

 Última Actualização: 07 de Fevereiro de 2012