Revista Municipal “Barquinha Viva”
As dificuldades financeiras crescentes vividas no poder local autárquico, nos nossos dias, aliadas à generalização das novas tecnologias da comunicação digital, levaram o Município de Vila Nova da Barquinha a publicar a revista municipal “Barquinha Viva” em edição exclusivamente digital.

Título
Revista Municipal “Barquinha Viva”
 
Entidade
Município de Vila Nova da Barquinha
 
Destinatários/Beneficiários potenciais
A publicação tem como principal público-alvo os munícipes do concelho de Vila Nova da Barquinha, com o objetivo de informar os cidadãos sobre a atividade desenvolvida pela autarquia, mas dirige-se também aos potenciais moradores, investidores e turistas.

Ponto de Situação
A publicação iniciou em Julho de 2014 uma nova etapa, passando a ser publicada exclusivamente online.

Custos envolvidos
A publicação é editada por um técnico superior da autarquia, responsável pela redação, fotografia e grafismo, pelo que, as horas despendidas pelo funcionário são o único custo associado ao desenvolvimento da mesma. A plataforma utilizada para a sua publicação é gratuita – ISSUU (http://issuu.com)

Taxionomia
Comunicação e relações públicas.

Descrição breve
A Revista Municipal “Barquinha Viva” foi publicada pela primeira vez em dezembro de 1999. Desde então foram publicados 31 números, o último dos quais exclusivamente com versão digital (julho de 2014). A publicação surgiu com o objectivo de colmatar a escassez de informação acerca da actividade municipal veiculada para o exterior, num formato e numa linguagem acessível ao comum dos cidadãos, distribuída massivamente em todo o concelho. Sem periodicidade certa e com uma tiragem média de 4000 exemplares por edição, era distribuída via post mail.

Descrição pormenorizada
As dificuldades financeiras crescentes vividas no poder local autárquico, nos nossos dias, aliadas à generalização das novas tecnologias da comunicação digital, levaram o Município de Vila Nova da Barquinha a publicar a revista municipal “Barquinha Viva” em edição exclusivamente digital, com efeitos a partir do número 31, de julho de 2014.

Com cerca de 15 anos de existência, esta publicação é uma referência para os munícipes, que nela se revêem, dada a sua qualidade editorial e gráfica. Funciona como repositório da história do concelho, registando não só as atividades da autarquia, mas contendo também artigos relacionados com o património, a sociedade, a economia e a cultura locais. É ainda um objeto de culto e de coleção. O fim da edição em papel, lamentado por uns e saudado por outros, impedirá o acesso à informação a uma fatia considerável da população, nomeadamente a mais idosa, fenómeno cada vez menos registado.

Atualmente, e com o início da revista em versão unicamente eletrónica, o objetivo do Município é reforçar na mesma a publicação de artigos intemporais, explorando a vertente da imagem (fotografia e vídeo), que não era possível na edição impressa. Fotos de maiores dimensões e uma mancha gráfica mais moderna é possível graças à inexistência de custos de impressão. A plataforma escolhida para a sua divulgação é o site ISSUU, gratuito e de fácil leitura, em vários suportes, incluindo os smartphones.

Canalizando a produção de conteúdos já existente pelos profissionais de comunicação do município, a aposta da Câmara Municipal é oferecer informação de qualidade, que vá de encontro aos atuais padrões de exigência dos cidadãos, em suportes modernos e de baixo custo.

Tecnologia
As principais ferramentas de trabalho para desenvolver a revista digital “Barquinha Viva” são as habitualmente utilizadas nos gabinetes de comunicação das empresas e instituições: computador, máquina fotográfica, software de edição de imagem (Photoshop), paginação (InDesign) e desenho vetorial (Ilustrator). A edição é totalmente desenvolvida internamente, por um funcionário do Gabinete de Informação e Relações Públicas do Município, sob coordenação direta do Presidente da Câmara. Este técnico superior, com formação académica nas áreas de jornalismo, comunicação, fotojornalismo e design editorial, desenvolve todos os conteúdos desde a pesquisa e recolha de informação, redação, fotografia, tratamento de imagem, direção de arte e paginação.

Recomendações
A implementação de uma revista exclusivamente digital terá como principais vantagens a possibilidade de aumentar o número de páginas da publicação, aumentar a sua periodicidade e sobretudo, de a poder tornar num produto visualmente mais apelativo, e que poderá ser consultado em vários suportes tecnológicos.

Próximas Acções
A autarquia está a preparar o número n.º 32, que deverá ser publicado até ao final do corrente ano.

Ponto de Contacto
Pérsio Francisco Brito Basso
Técnico Superior, coordenador do Gabinete de Informação e Relações Públicas e editor da revista “Barquinha Viva”
Tel. 249 720 350
Telm. 926 612 791
Email: persio.basso@cm-vnbarquinha.pt

Site
www.cm-vnbarquinha.pt

Resultados
Os dados estatísticos da plataforma ISSUU registam mais de um milhar de leituras.
O Município pretende aumentar este número na próxima edição, tentando alcançar um número de leitores cada vez maior.

última atualização 04-10-2014