Lousã Previne com a Oficina de Segurança
No dia 10 de Maio de 2004 a Oficina de Segurança abriu ao público. A Oficina de Segurança da Lousã resultou de um sonho de concretizar um espaço de sensibilização para a segurança e da preocupação da Câmara Municipal da Lousã em proporcionar aos jovens novas formas de aprendizagem apelativas e criativas. Tem como objectivo principal sensibilizar a comunidade através das mensagens pelos mais novos, enquanto agentes educativos que serão os homens de amanhã, para prevenir situações de risco, consciencializar a criança/jovem para a auto-protecção e promover um espírito solidário na segurança de todos.

Iniciativa: Lousã Previne com a Oficina de Segurança
Entidade: Câmara Municipal de Lousã - Sector de Educação
Entidades parceiras: Aflopinhal; ACM - Associação Cristã de Mocidade; Açoreana; Associação Nacional de Bombeiros Profissionais; Bombeiros Municipais da Lousã; Bombeiros Voluntários de Serpins; Câmara Municipal de Lisboa – Departamento de Protecção Civil; Centro de Saúde da Lousã; GPS, SA – Grupo de Instituições Educativas; Governo Civil de Coimbra; e Guarda Nacional Republicana (GNR) da Lousã
Destinatários/Beneficiários potenciais: O projecto Oficina de Segurança é constituído por dois pólos (Casa dos Perigos e Sala de Trânsito) que visa sensibilizar a comunidade e é destinado a crianças inseridas na comunidade educativa (alunos do 1ºCEB e Jardins-de-infância, jovens) e comunidade em geral - uma vez que a dinâmica do projecto permite sensibilizar outras faixas etárias devido à sua dinamização muito própria.
Categoria: Serviços ao Cidadão
Ponto de Situação: Os dois pólos do Projecto acima assinalado (Casa dos Perigos e Sala de Trânsito) estão concluídos. De salientar que, no ano de 2010, vai ser inaugurado o 3º Pólo do Projecto Oficina de Segurança, a Escola da Floresta. Este 3º pólo está em construção a nível de estruturas físicas, num espaço ao ar livre cedido pela Associação Cristã da Mocidade. A Planificação Pedagógica encontra-se em elaboração pelo Gabinete Técnico da Oficina de Segurança, afecto aos Pelouros da Educação e da Protecção Civil. Este último Pólo estará pronto para inauguração e utilização no 1º Semestre de 2010.
Custos envolvidos*
Site: www.cm-lousa.pt/educacao/oficina_seg.htmhttp://oficinadeseguranca.blogspot.com


A necessidade de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos obriga a uma constante inovação do projecto tanto ao nível físico do espaço como da informação que é transmitida. Logo, a preocupação da Autarquia em suscitar hábitos e comportamentos de prevenção levou ao desenvolvimento de acções de sensibilização na área da Segurança. Ao mesmo tempo, possibilita que se motive e dinamize a atitude interventiva da criança ou do jovem para aprender a conviver, observar, problematizar para prevenir e criar alternativas aos riscos e situações de perigo encontradas ao longo da vida.

Baseia-se numa política de prevenção associada à Cultura de Segurança que se pretende instituir no público-alvo do projecto. Este primeiro pólo é uma casa e é habitada por uma mascote, a Preventinha, que recebe as visitas e ensina os outros a corrigir erros próprios das crianças e/ou reconhecer falhas dos adultos.

As crianças/jovens são convidados a identificar e corrigir os riscos existentes nas divisões da casa. Aqui, pretende-se que os alunos interajam com os técnicos e colegas no sentido de aplicar e relacionar o que aprenderam com a sua própria realidade.

A constante necessidade de alertar e preparar a comunidade para os perigos diários levou à criação, em 2006, da Sala de Trânsito, que tem uma dinâmica própria e promove o jogo do trânsito, conteúdos multimédia, reconhecer sinais e edifícios…

Custos envolvidos*

A Autarquia teve desde a primeira hora apoios de entidades locais e distritais que lhe permitiram trazer este projecto até à actualidade e com grande êxito.

A concepção do projecto, inicialmente, foi da responsabilidade dos técnicos do Sector de Educação da Câmara e dos Voluntários da Protecção Civil do Concelho. Estes últimos trabalharam afincadamente na reestruturação do edifício da Casa dos Perigos e no seu recheio a nível de mobiliário e acessórios, os quais foram conseguidos através da doação pessoal ou de terceiros para este projecto de sensibilização e educação para a cidadania.

Também a Sala de Trânsito foi criada com a ajuda dos Voluntários da Protecção Civil, colaboração que se pode ver através do trabalho minucioso da maqueta da vila presente no espaço deste 2.º Pólo e das fotos do Jogo da Glória.

Ao nível financeiro temos o apoio, desde a primeira hora, da Seguradora Açoreana com a doação de 2500€ anuais.

Contudo, devemos salientar o apoio do Fundo Florestal Permanente (FFP), com a assinatura do projecto com a presença do Ministério da Agricultura de 2004 – Sensibilização e Voluntariado Florestal, que foi levado a cabo pela Aflopinhal e pela Câmara Municipal da Lousã. O projecto, financiado na íntegra pelo FFP, corresponde a uma investimento de 277.435 euros, que se realizou entre 2004 e 2008, em acções de sensibilização pública, programas de voluntariado. Uma parte deste valor foi aplicado para garantir o bom funcionamento da "Oficina de Segurança" que já existia no Concelho.

Parceiro de todas as actividades tem sido o Governo Civil de Coimbra, que acreditou desde o início no projecto. Tanto assim é, que financia directamente o 3. Pólo, Escola da Floresta, a inaugurar em Maio de 2010, com o financiamento de 10.000€ para o arranque e construção do projecto.

A nível logístico e de Recursos Humanos da Autarquia e tendo em conta que a Oficina de Segurança teve sempre uma técnica afecta ao Projecto, podemos afirmar que o investimento envolvido no desenvolvimento de todas as actividades e visitas desde 2004 está na ordem dos 58.000€.

Tecnologia
 
Devido ao carácter específico do projecto a componente tecnológica não foi desenvolvida. No entanto, a tecnologia que potenciou a criação deste projecto salienta-se pela sua génese, no âmbito da Sensibilização que se pretende realizar através das crianças enquanto promotores e difusores/transmissores de valores.

Este projecto surgiu como uma ideia de um grupo de voluntários da protecção civil e contou desde cedo com muitas parcerias e apoios de instituições que se interessaram por potenciar mais uma forma de Sensibilizar/Educar a Comunidade em geral através da Prevenção nos mais novos. Entre elas é de salientar a Autoridade Nacional de Protecção Civil, Escola Nacional de Bombeiros, GNR, os quais se envolveram no desenvolvimento dos 1.º e 2.º Pólos da Oficina de Segurança (A Casa dos Perigos e a Sala de Trânsito) e o Governo Civil e Autoridade Florestal Nacional, que se encontram em colaboração estreita com a CML na criação do 3.º Pólo do Projecto.

A Candidatura ao Fundo Florestal Permanente para o desenvolvimento do projecto Oficina de Segurança foi importante no arranque do mesmo. Porém, é de salientar que o projecto teve de procurar e convencer as entidades de direito que este é um projecto importante que vingaria no futuro. Através dos resultados obtidos, a Oficina de Segurança da CML foi conquistando apoios, directos ou indirectos, que continuam a promover o desenvolvimento e o crescimento deste Projecto.

Recomendações

A Autarquia da Lousã recomenda fortemente a criação de pólos com esta génese que assenta na Sensibilização e consequente Prevenção de riscos apostando nas faixas etárias mais novas. No entanto, salvaguarda que esta é uma iniciativa que apesar de muito recompensadora é também muito trabalhosa, pois implica muito empenho a nível de recursos humanos e financeiro, o que se traduz num esforço considerável para a CML.

É importante estar atento à realidade que nos rodeia e é nossa obrigação agir dentro da nossa comunidade. Por isso, o Concelho da Lousã optou por criar um projecto para os mais novos, uma vez que estes são o futuro da nossa nação e através deles podemos difundir uma mensagem com muitos mais resultados por oposição a publicidade negativa ou outdoors em locais sem efeito. Acabamos assim por dar resposta à eterna preocupação de todos: Como prevenir ou educar os nossos filhos sem cometer e/ou repetir os nossos erros?’

Numa sociedade em que cada vez mais os pais estão limitados pelas exigências quotidianas, são as escolas que respondem pelo processo de educação a vários níveis. Desta forma, também a autarquia se assume como um verdadeiro agente educativo que aposta na prevenção de riscos.

O interesse do projecto pela realidade que rodeia os mais novos, enquanto verdadeiros transmissores de mensagens, ajuda a própria criança a estabelecer paralelos com as situações “certas” ou “erradas” que ali estão presentes e a ser retratadas em cada um dos pólos da Oficina de Segurança. Sendo que a criança reage por comparação, a aposta deve ser transmitir conselhos úteis e ter a preocupação de despertar um espírito crítico e de solidariedade para com o próximo, com o objectivo de criar uma sociedade mais solidária, mais cívica, preocupada com o outro e com as consequências das acções de cada um no seu quotidiano.

A nível logístico é importante, num projecto deste género, estabelecer parcerias locais e fora da sua zona como uma forma de envolver toda a comunidade num projecto sócio-cultural, o que pode melhorar muito as suas competências através deste contacto pessoal e profissional. Será necessário procurar apoios e patrocínios, mais uma vez dentro da sua zona, como uma forma de potenciar o crescimento e reconhecimento das variadas entidades com poder financeiro da sua comunidade.

Os recursos humanos devem ser devidamente escolhidos, tendo em conta a importância e objectivo do projecto – o qual deve estar bem elaborado mas sem dúvida deverá ter alguém competente na área para o dinamizar e desenvolver.

É indispensável, aquando da implementação de um projecto deste género, olhar à volta e perceber quais as necessidades da nossa localidade e quais os problemas ou preocupações mais inquietantes, quem precisa de respostas e como podemos melhorar a nossa comunidade na perspectiva de alcançar um objectivo comum.

Por isso, é, na sequência, desta preocupação de melhorar e querer sempre mais que, depois de responder às preocupações da comunidade Lousanense no que diz respeito à Prevenção Doméstica e Rodoviária, estamos na fase de implementação no terreno do 3º pólo da Oficina de Segurança – A Escola da Floresta. Ainda que o projecto trate este tema desde 2004, a Autarquia sente a necessidade de criar um pólo físico que venha dar a conhecer, aos mais novos e seus Encarregados de Educação, as espécies da Fauna e Flora da nossa localidade, e mostrar as que se encontram em extinção e o que fazer para combater isso.

A Escola da Floresta surge assim como mais uma tentativa de reeducar os mais velhos através dos mais novos no que diz respeito aos deveres e direitos que um cidadão deve ter quando está na floresta. Pretenderá incutir uma preocupação de preservar o que existe na localidade através da plantação de espécies em vias de extinção e do desenvolvimento de actividades através da preservação e reconhecimento da Fauna e Flora típica da zona, bem como repescar a importância de manter a natureza limpa para o bem de todos.

Próximas Acções

Além das visitas ao espaço, as quais é possível efectuar durante todo o ano, salientamos a prenda de Natal que a Autarquia deu aos alunos do 1º CEB foi um livro da Editora 7dias, 7noites com o nome de: ‘Um Perigo de Família: A Preventinha dá uma ajuda! ’.

Este foi um projecto desenvolvido durante este ano, que partiu do interesse do trabalho que a Oficina de Segurança tem vindo a desenvolver ao longo dos anos junto dos mais novos. Assim, são retratadas situações de perigo de uma família que é particularmente distraída e termina com a visita de um dos membros da família em questão à Casa dos Perigos e Sala de Trânsito da Lousã.

Como projecto futuro destacamos a iniciativa da mesma Editora em lançar um outro livro para o Pré-Escolar no 1º Semestre de 2010.

Anexos

Anexo com conjunto de iniciativas desenvolvidas no âmbito da Oficina de Segurança desde 2004 - Câmara Municipal de Lousã, 8 de Fevereiro de 2010 (pdf, 1,79 MB)

Resultados

Até à presente data a Oficina de Segurança registou cerca de 16.000 visitantes de Escolas de todos os ciclos de Ensino, Instituições Particulares de Solidariedade Social, grupos de Actividades de Tempos Livres de vários Concelhos, e também pais, que com os seus filhos descobriram os riscos que têm em casa.

De salientar que este projecto desde o início tem merecido o reconhecimento por parte de diversas entidades. A saber:
  • Prémio de Boas Práticas de Modernização Autárquica, Secretaria de estado da Administração Local - 2006;
  • Prémio de Boas Práticas Locais para o Desenvolvimento Sustentável, Secretaria de estado da Administração Local - 2007;
  • Prémio Prestígio 2008, Associação Nacional de Bombeiros Profissionais;
  • 2º lugar nos Prémios de Reconhecimento à Educação 2009, promovido pela SINASE/Groupvision, na categoria “Comunidades e Parcerias / Protocolos”;
Não podemos deixar de referir o interesse de algumas entidades que nos convidam a participar nas suas iniciativas ou naquelas em que a Autarquia tem insistido em participar com o projecto Oficina de Segurança.

Entre outros eventos, o projecto marcou a sua presença no V Congresso Rodoviário, no Congresso das Cidades Educadoras, concorreu ao concurso de Boas Práticas lançado pela Assembleia da República, participa todos os anos em conjunto com as EB1 do Concelho no Festival Foco Júnior no Coliseu dos Recreios, foi alvo de uma tese de mestrado pela Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra da aluna Filipa Reis.

No passado mês de Janeiro, a Oficina de Segurança esteve no Dolce Vita de Coimbra, na Praça Central, com uma exposição do seu espaço da Casa dos Perigos. A ideia consiste em retratar e criar um espaço semelhante à Casa dos Perigos, levando o máximo de elementos da Casa para retratar a realidade que as crianças visualizam durante uma visita. As crianças e demais Comunidade são convidadas, pela Mascote do Projecto - A Preventinha - a qual estará sempre presente neste evento, a visitar a sua casa e a descobrir e corrigir o que está mal e/ou apresenta um perigo para os mais novos. 

Ponto de Contacto

Fernando dos Santos Carvalho
Presidente
Câmara Municipal de Lousã
Tel.: (+351) 239 990 370
geral@cm-lousa.pt

Ricardo Fernandes
Pelouro da Protecção Civil
Câmara Municipal de Lousã
Tel.: (+351) 239 990 370
geral@cm-lousa.pt

Hélder Bruno Martins
Pelouro da Educação e Cultura
Câmara Municipal de Lousã
Tel.: (+351) 239 990 370 / 375
geral@cm-lousa.pt

Ana Vaz
Responsável pelo Projecto Oficina de Segurança
Câmara Municipal de Lousã
Tel.: (+351) 239 996 555
oficinadeseguranca@gmail.com

 Última Actualização:  terça-feira, 9 de Fevereiro de 2010