TEIA - Valorização do capital Humano da DGRHE
A DGRHE elegeu como objectivo estratégico estruturante, nos últimos anos, a implementação de uma Cultura de Qualidade de Serviço ao Cliente. A concretização deste desígnio materializou-se através de duas linhas de intervenção prioritárias: (A) Melhoria dos processos de interface externos e internos; (B) Qualificação dos recursos humanos para patamares de Boas Práticas.

Iniciativa: TEIA - Valorização do capital Humano da DGRHE
Entidade: Direcção-Geral dos Recursos Humanos da Educação (DGRHE)
Destinatários/Beneficiários: Recursos Humanos da DGRHE
Categoria: Qualidade
Ponto de Situação: O Projecto TEIA iniciou-se em 2006, na sequência da mensagem de Ano Novo do Director-Geral: “2006 deve ser um ano de APRENDIZAGEM para todos os colaboradores da DGRHE”. O desafio lançado foi o de aumentar os índices de eficiência e eficácia, com essencial foco na redução da despesa de funcionamento, tendo como contrapartida reinvestir o resultado do esforço colectivo na valorização das competências individuais.
Site: www.dgrhe.min-edu.pt


A focalização no cliente, a introdução de novas ferramentas informáticas e novos meios de comunicação internos e externos originou a necessidade de motivar para a cultura de aprendizagem e de aperfeiçoamento permanentes. Neste contexto, nasceu o projecto TEIA, direccionado para o Investimento no Capital Humano da DGRHE, seguindo o princípio People First.

A TEIA é um conceito que assenta em quatro temas chave: 

T – Tecnologia:
Visa o reforço das Hard Skills. Em 2005 foi criada uma sala de formação em TIC’s, totalmente equipada, onde todos os colaboradores frequentam, obrigatoriamente, formação geral e específica. Com o objectivo geral de incrementar a motivação nos RH foram reforçados e substituídos os equipamentos informáticos que se encontravam desactualizados.

E – Envolvimento: Implementação de uma cultura comunicacional, desburocratizada e aberta. Remoção das barreiras orgânicas através do culto da comunicação vertical e horizontal, da publicitação dos êxitos colectivos, da criação de um Quadro de Mérito, do envio de e-mails incentivadores às equipas por parte das chefias de topo, da comemoração da ultrapassagem dos objectivos e do incentivo à consciência de responsabilização colectiva, aliando economia, ecologia e valorização do pessoal – Associar Motivação à paixão. Remoção das barreiras físicas através da implementação de espaços em regime de open space.

I – Informatização:
Reforço das Hard Skills integrando novas tecnologias nos Processos Organizativos da DGRHE, destacando a implementação de uma ferramenta electrónica de gestão documental e de workflow, a qual designamos por IPOD – Informatização dos Processos Organizativos da DGRHE, a Gestão Electrónica de Stocks e Divulgação Electrónica de Circulares, resultando na eliminação da circulação do papel e, consequentemente, na redução dos custos associados.

A – Aperfeiçoamento:
Reforço das Soft Skills das chefias e dos colaboradores responsáveis pelo serviço ao cliente através da frequência de formação externa (Real Time Strategy, Atendimento ao Cliente com Excelência, Team Coaching, Servir Emoções na DGRHE e Formação Técnica Diversa).

Recomendações

A TEIA é um projecto de valorização e aperfeiçoamento permanentes. Constituindo os Recursos Humanos um factor estratégico nas organizações, pois são, indiscutivelmente, gerador de vantagens competitivas, o desempenho individual de cada um está intimamente ligado à forma como a própria DGRHE contribui para elevados níveis de qualidade dos serviços. Este é o nosso desafio permanente: contribuir para a motivação individual, gerando desta forma mais-valias organizacionais e uma excelência no serviço público.

Recomenda-se, por isso, um acompanhamento individual dos trabalhadores, de forma permanente, fomentando a criatividade, a inovação e aquisição de conhecimentos técnicos.

Próximas Acções


Continuar a investir na qualificação e formação dos trabalhadores, quer nas áreas técnicas quer nas áreas relacionais, fomentar o rejuvenescimento das equipas, incentivar o trabalho em equipa e a reengenharia de processos administrativos.

Resultados

A TEIA privilegia a canalização do potencial de poupança na formação e valorização individuais. Assim, embora se trate de um projecto ainda em curso, é possível elencar alguns dos resultados obtidos entre 2005 e 2008:
  1. Efectivos: Aquando do lançamento deste projecto a DGRHE tinha um efectivo de 154 colaboradores, passando para 116 em 2008, o que corresponde a uma redução de cerca de 24,7%;
  2. Evolução da Despesa de Funcionamento: Em 2005 a DGRHE registou uma despesa de funcionamento de 2.060.482,45 €, enquanto que, em 2008, a despesa foi de 1.857.347,09 €, representando um decréscimo de 9,9%. Enquadrada com os objectivos da TEIA, destaca-se a poupança verificada nos encargos com comunicações que registou, em 2008, uma redução de cerca de 37,1% relativamente a 2005, e com o consumo de papel que, no mesmo período, registou uma redução de cerca de 36,8% tendo sido bastante evidente logo em 2006 quando se registou um decréscimo de 65%. 
  3. Investimento no Capital Humano: No cumprimento do compromisso assumido pela DGRHE, quando, em 2005, lançou este projecto, entre 2006 e 2008 foram investidos cerca de 104.103,30 € em formação. Importa frisar que, em 2005, o investimento em formação tinha sido de, apenas, 150,00 €, o que reflecte bem a mudança de paradigma. Entre as formações desenvolvidas, destaca-se a adesão à ECDL - European Computer Drinving License, da qual a DGRHE passou a ser um centro certificado, desde 2007, e diferentes formações no âmbito da inteligência emocional, liderança, gestão de equipas e atendimento ao cidadão cliente.
Ponto de Contacto

Jorge Sarmento Morais
Director-Geral da DGRHE
Tel.: (+351) 213 938 600
jsmorais@dgrhe.min-edu.pt

Diva Sousa
Directora dos Serviços de Administração Geral da DGRHE
Tel.: (+351) 213 938 600
dcsousa@dgrhe.min-edu.pt


 Última Actualização: segunda-feira, 8 de Junho de 2009