Repositório de Objectos Digitais Autênticos (RODA)
O projecto "Memória e Gestão Documental na Administração Pública" foi desenvolvido para criar condições de salvaguarda e acesso ao património arquivístico digital. Presentemente o projecto assumiu o nome de "Repositório de Objectos Digitais Autênticos" (RODA) sendo este a designação dada ao repositório de arquivo digital que está a ser construído.

Iniciativa: Repositório de Objectos Digitais Autênticos (RODA)
Entidade: Direcção-Geral de Arquivos (DGARQ)
Destinatários/Beneficiários:
Público em geral e Organizações produtoras
Categoria: Modernização Administrativa
Ponto de Situação: Finalização prevista para Dezembro de 2008.
Site: http://portal.roda.dgarq.gov.pt ou http://dgarq.gov.pt/servicos/arquivo-digital-roda 

O projecto "Memória e Gestão Documental na Administração Pública" foi criado pelo Instituto dos Arquivos Nacionais Torre do Tombo (IANTT) para criar condições de salvaguarda e acesso ao património arquivístico digital.

Presentemente o projecto assumiu o nome de RODA (Repositório de Objectos Digitais Autênticos) sendo este a designação dada ao repositório de arquivo digital que está a ser construído. O IAN/TT foi extinto no contexto do processo PRACE, tendo havido fusão com o Centro Português de Fotografia daí resultando a Direcção-Geral de Arquivos (DGARQ).

Este projecto visa a investigação e desenvolvimento de dois produtos informáticos para a gestão de arquivos electrónicos: 
  • Um arquivo digital, capaz de gerir e proporcionar um acesso continuado a documentos electrónicos de conservação permanente, produzidos em diferentes sistemas e por diferentes organismos da Administração Pública, numa óptica de:
    • Utilização por entidades custodiadoras centrais;
    • Preservação a longo prazo de objectos digitais;
    • Acessibilização de informação digital ao cidadão.
  • Uma ferramenta de apoio à gestão de documentos electrónicos, capaz de assegurar a conservação a longo prazo e acesso continuado aos mesmos, numa óptica de utilização pelas entidades produtoras, nuclearmente orientada para a Administração Pública.

O repositório de arquivo digital foi desenvolvido com recurso a ferramentas open source nomeadamente o FEDORA. Tema capacidade de ingerir três tipologias de objectos digitais:

    • Texto estruturado;
    • Imagem;
    • Bases de dados relacionais.
Para cada uma delas serão utilizados visualizadores específicos para uma melhor apreensão e consulta por parte dos utilizadores dos objectos digitais. Este é um problema crítico no que diz respeito a consulta de objectos complexos não lineares como as bases de dados.

Na componente de ingestão foram desenvolvidos processos e ferramentas que permitem a produção de SIP. Um SIP é a componente básica de integração no Arquivo Digital (cf OAIS).

Na componente de gestão dos objectos contidos no repositório foram desenvolvidos processos de monitorização e adição de metainformação de forma a controlar. permanentemente estado dos objectos e quaisquer alterações sobre eles efectuadas.

Recomendações

A DGARQ pretende promover a divulgação do RODA enquanto repositório institucional para informação electrónica na óptica do serviço prestado às organizações. Neste sentido foi já incorporado no RODA a base de dados relacional contendo descrições produzidas no âmbito do projecto de Inventário dos Arquivos do Ministério do Ultramar, projecto esse apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Próximas Acções
  • Seminário sobre Documento de plano de Preservação Digital no dia 26 de Junho de 2008;
  • Seminário sobre Preservação Digital no dia 25 de Novembro;
  • Workshops de divulgação do RODA (a calendarizar ainda no presente ano de 2008).
Anexos

Vários documentos técnicos foram produzidos e estão patentes no sítio web do projecto.

Ponto de Contacto

Francisco Barbedo
Direcção-Geral de Arquivos (DGARQ)

francisco.barbedo@dgarq.gov.pt

 
Última Actualização: segunda-feira, 7 de Junho de 2010