Melhoramento das Condições Educativas
Este projecto consiste no fornecimento de transporte escolar para as crianças, no apoio informativo às famílias dos alunos que mudaram de escola, na construção de um refeitório e na recuperação para efeitos de turismo das antigas escolas. Mudanças que resultaram numa optimização dos processos de atendimento e se reflectiram no acesso à escolaridade, na melhoria de resultados escolares e num aproveitamento dos antigos edifícios das escolas que passaram a ser dinamizados pelo turismo.

Iniciativa: Melhoramento das Condições Educativas
Entidade: Câmara Municipal de Alfândega da Fé
Destinatários/Beneficiários potenciais: Crianças que frequentam o 1ª Ciclo do Ensino Básico do concelho, seus educadores de infância e familiares
Categoria: Inovação na Gestão
Ponto de Situação: Concluído


A criação de um Centro Escolar destinado à educação do 1.º Ciclo do Ensino Básico, na freguesia de Alfândega da Fé, onde congrega as crianças oriundas das diversas freguesias, veio enriquecer a qualidade da educação no concelho e dotá-lo do respectivo equipamento e apetrechamento de material didáctico e pedagógico, assim, como de um refeitório e gabinete de apoio e encaminhamento aos encarregados de educação e familiares. Equacionou-se, assim, um conjunto de acções abrangentes e integradas, cujo resultado final assentará na melhoria da eficácia e eficiência daquele grau de ensino.

Este projecto representa a necessidade de colmatar alguns problemas que se fazem sentir ao nível da educação e que estão directamente relacionadas com a realidade específica de uma zona do interior.

Numa zona predominantemente rural, as crianças são em grande parte oriundas de famílias de trabalhadores agrícolas, que não conseguem conciliar o horário do campo com o horário escolar. As crianças são, ainda, penalizadas pelo facto dos pais, com baixas qualificações, não reunirem as condições académicas necessárias para os apoiarem para que as habilite um percurso escolar de sucesso.

Em consequência do fenómeno da desertificação e das baixas taxas de natalidade, o número de crianças que frequentava as escolas nas aldeias era também muito baixo, pelo que as crianças para além de não terem acesso a equipamentos pedagógicos, tinham graves problemas de socialização.

O presente projecto visa, assim, criar e melhorar as físicas que proporcionem a implementação de serviços de apoio à educação do 1.º Ciclo do Ensino Básico ao nível da alimentação e tempos livres, que se traduzem na(o):
  • Adequação dos horários escolares ao ritmo de trabalho das famílias;
  • Combate às inadaptações, problemas de desenvolvimento e isolamento social, promovendo uma melhor orientação e encaminhamento da criança;
  • Promoção da igualdade de oportunidades no acesso à escola e sucesso no percurso escolar;
  • Deslocação das crianças ao encontro de meios que promovam a sua socialização e, consequentemente, o seu desenvolvimento harmonioso e sucesso escolar.
Ao se constatar que das 20 freguesias do concelho, 11 tinham estabelecimentos do 1ª Ciclo do Ensino Básico com uma frequência igual ou inferior a cinco alunos, procedeu-se de imediato a um trabalho preparatório envolvendo todos os agentes educativos no processo de reordenamento da rede escolar com o objectivo de encerrar aquelas escolas.

Atentos ao envolvimento de todos, em Março iniciaram-se as reuniões de planeamento estratégico para a criação de um Centro Escolar em Alfandega da Fé. A Câmara Municipal dinamizou, ainda, em duas acções dirigidas em particular aos pais e/ou encarregados de educação.

Disponibilizou um gabinete de atendimento aos pais e uma linha telefónica N.º Azul Easy para acompanhamento personalizado pelos Técnicos de Serviço Social e Psicologia que integram a equipa de apoio ao Centro Escolar.

Distribuiu um desdobrável “Aprender Numa Escola Diferente” com referência aos objectivos, áreas pedagógicas, serviços prestados e contactos úteis.

Em todas as fases do processo de planeamento da rede escolar foi sempre salvaguardado a intervenção com e junto dos pais das crianças das freguesias a deslocar para o Centro Escolar, por serem aqueles a necessitar de uma maior preparação e informação dos serviços que os seus filhos iriam beneficiar.

Recomendações

  • Envolver todos os agentes educativos no processo;
  • Dinamizar duas acções dirigidas em particular aos pais e/ou encarregados de educação:
    • Disponibilização de um gabinete de atendimento aos pais e uma linha telefónica Nº Azul Easy para acompanhamento personalizado pelos Técnicos de Serviço Social e Psicologia que integram a equipa de apoio ao Centro Escolar.
    • Distribuição de um desdobrável “Aprender Numa Escola Diferente” com referência aos objectivos, áreas pedagógicas, serviços prestados e contactos úteis.
Próximas Acções

Equipar todas as salas de aula com quadros interactivos.

Anexos

Imagens das escolas envolvidas no projecto (pdf, 956 KB)

Resultados
  • Envolvimento dos pais na vida da escola; 
  • Diminuição das dificuldades de aprendizagem das crianças; 
  • Melhoria da aprendizagem e socialização das crianças; 
  • Adequação dos horários escolares ao ritmo de trabalho das famílias; 
  • Combate a inadaptações, problemas de desenvolvimento e isolamento social promovendo uma melhor orientação e encaminhamento da criança.
Ponto de Contacto

António Amaral Salgueiro
Vereador da Cultura
 cca.geral@gmail.com

Tel:(+351) 279 468 120

Última Actualização: quinta-feira, 23 de Outubro de 2008