BIORC – Business Intelligence do Orçamento
O BIORC é um repositório partilhado da informação orçamental ao qual todos os decisores, com particular destaque para o Ministério das Finanças, podem aceder de forma simples e flexível. Um repositório integrado da informação diminui as tarefas necessárias ao acesso à informação, torna-o mais rápido e possibilita a automatização de processos de tratamento diminuindo o trabalho manual que era necessário para a elaboração e disponibilização da informação de gestão.

Título
BIORC – Business Intelligence do Orçamento

Entidade
DGO – Direção Geral do Orçamento (www.dgo.pt


Entidades parceiras

 
Destinatários/Beneficiários potenciais
Os destinatários diretos do BIORC são os intervenientes no processo orçamental. Assim, os principais destinatários são a DGO e as Entidades Coordenadoras dos programas orçamentais da Administração Central. O BIORC disponibiliza também informação para o Governo, Ministério das Finanças e entidades de controlo como sejam a IGF – Inspeção Geral de Finanças, CSF – Conselho das Finanças Públicas e TC – Tribunal de Contas.

Ultimamente, a preocupação da DGO em disponibilizar informação para o cidadão em formatos de fácil acesso e perceção com conteúdos dinâmicos, tem levado o BIORC a desenvolver o suporte à publicação e difusão da informação orçamental para os cidadãos, que se institui como novo destinatário, dado o reconhecimento da importância desta informação enquanto fator para a cidadania e para a melhoria da transparência. Neste aspeto destaca-se o projeto “Conhecer o Orçamento do Estado” disponível no portal da DGO.

Ponto de Situação
O projeto inicial encontra-se concluído. No entanto, a demonstração das potencialidades e a perceção das funcionalidades que o BIORC disponibiliza, tem levado a solicitações adicionais e novos desenvolvimentos próprios de uma fase de maturidade do projeto.
  
Taxionomia
72212440-5 - Serviços de desenvolvimento de software para análise financeira e contabilidade. Áreas em causa: sistemas de BI, finanças públicas, Orçamento do Estado, execução orçamental, Administração Central, Regional e Local.

Descrição breve
O BIORC, é um repositório partilhado da informação orçamental ao qual todos os decisores, com particular destaque para o Ministério das Finanças, podem aceder de forma simples e flexível. Um repositório integrado da informação diminui as tarefas necessárias ao acesso à informação, torna-o mais rápido e possibilita a automatização de processos de tratamento diminuindo o trabalho manual que era necessário para a elaboração e disponibilização da informação de gestão.

O BIORC possibilita o cruzamento de informação proveniente de diferentes fontes contribuindo assim, decisivamente, para um melhor controlo e qualidade da informação. O cruzamento da informação possibilita ainda efetuar a emissão de alertas relativos à evolução da execução orçamental.

O BIORC dá suporte a alguns dos principais processos do ciclo orçamental, como seja, a elaboração da proposta do Orçamento do Estado, a elaboração dos quadros do relatório do Orçamento do Estado, operações de consolidação orçamental, a elaboração de previsões e dos desvios face à execução, a elaboração das estimativas, o controlo da execução mensal, etc.

Descrição pormenorizada
O BIORC surge na sequência de uma avaliação feita pela OCDE em 2008 ao processo orçamental português onde apontava para a necessidade de um grande restruturação que passava por uma atuação da DGO mais analítica, focada numa visão integrada e holística do processo orçamental.

Principais características:
• Sistema de Business Intelligence (BI) integrando múltiplas fontes de informação provenientes dos sistemas operacionais, um Data Warehouse integrado e ferramentas de acesso à informação.
• Suporta as funções da DGO em termos de acompanhamento da execução financeira das Administrações Publicas (Administração Central, Administração Regional e Administração Local) e elaboração de estimativas na ótica das Contas Nacionais;
• As funções ligadas à Administração Central têm o maior peso, em particular o suporte ao Orçamento do Estado, o acompanhamento da sua execução, a realização de estimativas e previsões.
O sistema BIORC integra informação financeira da esfera pública, que se encontrava dispersa por diversos sistemas, contribuindo para melhorar a gestão financeira do Estado e o reporte sobre as finanças públicas.

O BIORC constitui-se assim como um repositório partilhado da informação orçamental que possibilita uma visão holística das finanças públicas e ao qual todos os decisores, com particular destaque para o Ministério das Finanças, podem aceder de forma simples e flexível e com ferramentas ajustadas às necessidades.

Este sistema aplicacional permite a diminuição do trabalho manual necessário para a elaboração e disponibilização da informação de gestão, proporcionando uma maior tempestividade no acesso à informação e uma melhor qualidade e consistência da mesma.
Tendo-se verificado uma redução de efetivos na DGO de mais de 30% desde o início do projeto, o BIORC tem apoiado o aumento da produtividade e a libertação de recursos de tarefas de coleta e tratamento da informação para tarefas mais analíticas. Dadas as suas características, tem apoiado no processo de descentralização das tarefas de acompanhamento e controlo integrando a colaboração das entidades setoriais de coordenação dos programas orçamentais que acedem ao BIORC e partilham com a DGO a informação do repositório.
O melhor conhecimento da despesa pública contribui para a melhoria da sua qualidade, sendo uma medida potenciadora da diminuição dos custos de contexto existentes, nomeadamente, dos custos administrativos e de gestão.

Embora seja um sistema da Direção Geral do Orçamento, tem potencialmente um enorme impacto transversal em toda a Administração Pública na disponibilização de informação de gestão sobre o orçamento e a execução orçamental possibilitando uma maior autonomia por parte dos ministérios no controlo do seu orçamento, o que vai ao encontro das recomendações da OCDE sobre as alterações a introduzir no processo orçamental.

Numa preocupação com a transparência e a disponibilização de informação para o cidadão a DGO através do BORC participou no projeto Dados.gov e criou recentemente a iniciativa Conhecer o Orçamento do Estado (ver http://www.dgo.pt/BIORC/Paginas/Site/index.html).
 
Tecnologia
O BIORC está desenvolvido utilizando as ferramentas de BI da Microsoft, o SQL Server 2012, em particular o Integration Services, o Analysis Services e o Reporting Services. O software de suporte ao portal da DGO, onde se integra o BIORC, é o SharePoint 2010.
A plataforma tecnológica de suporte ao BIORC reside na ESPAP,que dá suporte em modelo de hosting aos ambientes de desenvolvimento, teste e de produção.

O desenvolvimento inicial do BIORC foi realizado, essencialmente, através de outsourcing, dada a escassez de recursos da DGO para o efeito. Após o desenvolvimento do projeto conceptual pela empresa Link foi realizado um concurso público internacional tendo o desenvolvimento sido adjudicado à empresa Novabase. Hoje a DGO já tem uma pequena equipa que acompanha o projeto, que continua a ser apoiado pela Novabase.

O projeto BIORC teve desde a sua génese a preocupação de utilizar os standards que têm lugar nesse vasto mercado que é o das tecnologias de informação respeitando a Lei 36/2011 de 21 de Junho e a respetiva portaria nº 239/2011.

No que concerne ao RNID e às ferramentas tecnológicas usadas na solução implementada, temos:
• Formato de dados: são usadas as normas SQL, XML, XSLT e UTF-8 aquando da utilização da Base de dados SQL, do Microsoft SQL Server 2012 Analysis Services e do Microsoft SQL Server 2012 Reporting Services;
• Formatos de documentos: são usadas as normas PDF, XML e HTML aquando da utilização do Microsoft SQL Server 2012 Reporting Services, das páginas de apresentação de dados e dos Cadernos de Especificação de Requisitos (CER).
• Tecnologias de Interface web: são usadas as normas CSS, HTML, HTTP, HTTPS, XML, XSL e javascript aquando da utilização do Sharepoint;
• Protocolos de correio eletrónico: são usadas as normas POP3 e SMTP aquando da emissão de alertas de incumprimento através do Microsoft SQL Server 2012 Integration Services;
• Especificações técnicas e protocolos de integração e troca de dados: são usadas as normas HTTP, HTTPS e SOAP.

Recomendações
• Ter o apoio forte da Direção.
• Alocar pessoas do lado do negócio à equipa de projeto para efetuarem testes de 2ª linha garantindo-se assim a qualidade dos dados que é essencial neste tipo de sistemas.
• Alocar recursos técnicos internos à equipa de desenvolvimento.
• Promover ações de divulgação, formação e acompanhamento da aplicação e das suas potencialidades.
 
Próximas Ações
As principais ações a desenvolver em 2015 são:
• Disponibilização de informação sobre a execução orçamental para o exterior, cidadão e entidades externas (base de dados da execução orçamental de suporte à síntese mensal) – Administração Central.
• Desenvolvimento de quadros de bordo sobre a execução orçamental para apoio à decisão.
• Desenvolvimento de novos procedimentos automatizados para processos de controlo, acompanhamento da execução e orçamento.
• Melhorar solução tecnológica do modelo de construção da conta das Administrações Públicas (Contas Nacionais).
• Automatização da consolidação da execução orçamental por Programa.

Ponto de Contacto
Direção Geral do Orçamento: www.dgo.pt
Coordenador do projeto: João Catarino Tavares (joao.catarino@dgo.pt)
Contacto geral da equipa: biorc@dgo.pt 
 
Site
No site da DGO, existe uma ligação para Conhecer o Orçamento do Estado que é uma iniciativa enquadrada no projeto BIORC: http://www.dgo.pt/BIORC/Paginas/Site/index.html

Resultados
Os principais resultados são:
• A integração da informação proveniente de diferentes sistemas operacionais num único Data Warehouse corporativo.
• A partilha de informação com outras entidades retirando valor desse facto.
• A automatização de alguns processos de agregação e produção de informação aumentando a produtividade.
• Implementação de processos de controlo das previsões, execução e desvios.
• Suporte ao processo de elaboração de estimativas.
• Realização dos quadros do relatório do orçamento e outros de acompanhamento da execução.
• Consolidação da informação orçamental.
• O cruzamento de informação e a produção de alertas melhorando a qualidade dos sistemas.
Desta forma o BIORC tem contribuído para uma melhor gestão do processo orçamental.

Última atualização: 30-04-2015